quarta-feira, 12 de julho de 2017

CANTIGAS DE AMIGOS

RECADO A BANDEIRA  
(Ronaldo Cagiano)
                                    
Sim, poeta, o que eu vejo

é um beco sem saída,

nessas casas sem alvenaria moral

que tantos gemidos sussurram

e outros fantasmas habitam.

Já não basta ouvir um tango argentino

nem tentar a hemoptise

ou esperar a festa de São João

e contemplar balões

porque as almas estão poluídas

os espíritos saqueados

as mesas desérticas e sem pão

os homens perdidos e sem sono

a política e suas

inescrupulosas cachoeiras

cascateando a mentira dos séculos

Estamos sem fruto

vivendo sem futuro

nessas lixeiras a céu aberto

nesses cafés sem metafísica

coreografia de espantos.

De susto em susto

sobrevivemos aos furtos, porém

meus olhos reumáticos

não inauguram o


amanhã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

http://twitter.com/Menalton_Braff
http://menalton.com.br
http://www.facebook.com/menalton.braff
http://www.facebook.com/menalton.braff.escritor
http://www.facebook.com/menalton.para.crianças