segunda-feira, 13 de agosto de 2018

CARTAS DO INTERIOR

A dois mil e quatrocentos quilômetros


Estou chegando do Maranhão, mais especificamente de Bacabal, onde participei do II CONIL (Congresso Internacional de Letras). O congresso é uma promoção da UFMA (Universidade Federal do Maranhão), e ocorreu no Campus 3, na cidade de Bacabal.

Bem, mas vocês devem ter percebido pelo sufixo que se trata de uma boa extensão em que se cultiva a bacaba. Se perceberam, vocês têm faro para língua porque é isso mesmo. O problema é saber que raio é isso de bacaba. Pois lá, em Bacabal, fiquei sabendo, pela voz dos amigos, que na região a bacaba não existe mais. É uma palmeira que produz uma fruta semelhante ao açaí, só que um pouco maior.

Algumas coisas me impressionaram nessa viagem. Uma delas foi descobrir que os manuais de geografia estão errados, pois dão o Maranhão como Nordeste. Pelo menos duzentos e poucos quilômetros de São Luís, sentido sul, o estado é uma extensa planície, com rios e lagoas, árvores de uma variedade muito grande, um terreno úmido, um verde muito verde. O Maranhão, para a minha crença, é Norte, é amazônico.

Nessa planície (poucas e pequenas elevações) outra surpresa. A região está coberta por milhões e milhões de palmeiras. Uma palmeira diferente do coqueiro, tão familiar no Sul. As folhas centrais não pendem querendo olhar o solo. Elas erguem-se para o céu, formando uma imagem que lembra um galo de rinha. Palmeira, sim, mas orgulhosa de sê-lo (esse selo foi brabo). Milhões e milhões de fustes muito altos encimados por aquelas penas de galo bravo. Uma beleza.

sábado, 11 de agosto de 2018

PÉ NA ESTRADA

Menalton no presídio

Na próxima quinta-feira, dia 16, Menalton vai conversar sobre Literatura com os detentos da Penitenciária de Serra Azul. Eles fazem parte do Clube de Leitura do presídio e acabam de ler "À sombra do cipreste", livro de contos que deu ao escritor o Prêmio Jabuti - Livro do ano 2000.

Esta será a segunda visita de Braff ao presídio de Serra Azul. Em outubro do ano passado, ele participou de um encontro para discutir o livro de sua autoria "Que enchente me carrega?" Na ocasião, recebeu várias homenagens, entre as quais um retrato pintado por um dos detentos.


Clubes de Leitura é um projeto da Fundação Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel - Funap, instituição vinculada à Secretaria da Administração Penitenciária. É uma atividade inclusa na grade do Programa de Educação para o Trabalho e Cidadania - "De Olho no Futuro", que aplica práticas para o desenvolvimento de competências e habilidades dos reeducandos.

Os organizadores do projeto propõem um título por mês. A cada livro lido, o detento tem sua pena reduzida em dois dias, não podendo ultrapassar o limite de 48 dias por ano. Livros de Menalton Braff já foram lidos por detentos de Serra Azul, Jardinópolis e Araraquara.

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

CONTOS CORRENTES

Conto publicado na Antologia Solidária Barretos.  

A prenda

            (Marcos Diamantino)

O que se passou me foi dito por uma avó, portanto não acrescentarei pontos fictícios nesse  relato. Seria mais didático se me colorissem a tenra idade com aventuras de Peter Pan, mas não teria experimentado, logo cedo, o pavor que uma história pode causar.

Vó Mariana relatava o fato com tal imersão que fazia supor esconder-se atrás de seu magistério uma excelente narradora.

Era um sétimo dia de janeiro daquele ano mais ou menos remoto. Nem os aguaceiros da temporada serviam para deter a realização da festa na frente da igreja. A previsão de tempestade para aqueles dias talvez impedisse algo, mas as beatas incluíam, em suas rezas no genuflexório, o pedido de não pingar uma gota sequer durante o período da quermesse em louvor ao padroeiro.

Tudo foi organizado com esmero na intenção da renda ser revertida à paróquia para a pintura da igreja, a mesma que me acolhe aos domingos e que, como uma velha árvore, vive descascando.

Fazendo as vezes de coreto a laje que cobria os mictórios enterrados recebia a apresentação da banda. Naquela temporada já sem o magnífico Realindo que havia trocado a tuba pela harpa celestial.

quinta-feira, 9 de agosto de 2018

VALE A PENA VER DE NOVO

A Global Editora gravou uma série de vídeos com Menalton Braff. Entre eles está o que postamos a seguir em que os escritor discorre sobre a importância de se ler Literatura.


            

quarta-feira, 8 de agosto de 2018

CANTIGAS DE AMIGOS

ALIENADO
    (Eugênia Freire)

Fora da linha
              Alienado...
Fora de órbita
Dentro da lógica
Flutuando no espaço
Deixando-se por um lapso.
Delforando mulheres,
Muitas o querem...
Anda parado
Sem ter nenhum lado
É um abestalhado
Este alienado.
Vai para o mar
Sempre a surfar

terça-feira, 7 de agosto de 2018

PÉ NA ESTRADA


Menalton parte hoje para Bacabal, cidade maranhense localizada a quatro horas de São Luís, para participar do II Congresso Internacional de Letras - Conil.

No dia 9, quinta-feira, ele participa de mesa redonda sobre "A Escrita Literária na Contemporaneidade Brasileira", coordenada pelo Prof. Dr. Fabio José Santos de Oliveira (UFMA).  Junto com Menalton, estarão Ronaldo Costa Fernandes, da Academia Maranhense de Letras, e o Prof. Dr. Franco Baptista Sandanello (UFMA).

O tema central do II Conil é "Transdisciplinaridade, Língua Portuguesa e Literatura".Veja a programação completa.